Topo

Bolsonaro demite chefe de Inteligência da Receita responsável por Lava Jato

Constança Rezende

24/09/2019 09h49

Logo da Receita Federal nas dependências do Ministério da Economia, em Brasília - Sergio Lima - 24.jun.2010/Folhapress

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) exonerou o chefe da Coordenação-geral de Pesquisa e Investigação (Copei) da Receita Federal, Ricardo Pereira Feitosa. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (24),

O órgão funciona como o núcleo de inteligência da Receita, que trabalha sob absoluto sigilo, em busca de indícios de corrupção, como fraudes fiscais e lavagem de dinheiro. Também auxilia nas operações da Lava Jato.

A portaria do ato informa que o funcionário foi demitido pelo que consta no dossiê de número 10030.000775/0919-67, sem maiores detalhes. A exoneração ocorre no mesmo mês em que o presidente demitiu o secretário especial da Receita Federal, Marcos Cintra.

Feitosa, que é ex-militar, só ficou quatro meses no cargo. Sua nomeação foi polêmica entre a classe porque ele nunca havia atuado na área de inteligência do órgão. Antes de assumir a função, ele era lotado na Delegacia da Receita Federal do Brasil em Cuiabá (MT).

O coordenador da Copei tem entre as tarefas representar a Receita Federal no ENCCLA (Estratégia Nacional de Combate à Lavagem de Dinheiro e a Corrupção)-principal rede de articulação com órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário das esferas federal e estadual para a formulação de políticas públicas voltadas ao combate destes crimes. Também integra o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

 

Sobre a Autora

É colunista do UOL, em Brasília. Passou pelas redações do Estadão, Jornal O Dia e Jornal do Commercio.

Sobre o Blog

Notícias sobre o que acontece de mais quente em Brasília, bastidores e entrevistas.